Seja Bem-vindo(a)

Login:

Senha:

Não sou cadastrado(a)
Profissional | Lojista

Casa Cor Minas 2017: vários ambientes repletos de tendências e fonte de inspiração

08/09/2017

Em sua 23ª edição, a sede da CASACOR Minas está dentro do Conjunto Arquitetônico da Praça da Estação, a matriz da extinta Rede Ferroviária Federal S/A – RFFSA, na capital do estado. O prédio, que está intimamente ligado à história de Belo Horizonte, é tombado e vem sendo restaurado pelo IPHAN para abrigar o futuro Museu Ferroviário. “Estamos muito felizes em poder contribuir para o resgate histórico desse belíssimo imóvel, que está fechado há vários anos, e também por voltarmos a levantar uma reflexão sobre o hipercentro da capital”, comenta Eduardo Faleiro, que comanda a mostra mineira ao lado de João e Juliana Grillo.

Há dezessete anos, CASACOR não era realizada no centro da cidade (quase todas as edições foram na capital mineira, mas Uberlândia já chegou a abrigar a mostra). A última edição, nesta região, foi no ano 2000, no imóvel que é a Casa do Conde — ano em que o evento bateu recorde de público. Com a nova sede na rua Sapucaí 383, os franqueados planejam repetir o sucesso — principalmente por conta da efervescência cultural da região, que tem se tornado um verdadeiro corredor gastronômico da capital de forma totalmente espontânea. O prédio sede possui três pavimentos, porão, sótão e jardins. Serão usados ao todo cerca de 4.000 m² de área, distribuídos em aproximadamente 40 ambientes.“ O espaço que escolhemos para abrigar a mostra deste ano está em perfeita sintonia com sua temática, na medida em que possibilita ambientes mais amplos, com espaços generosos, capazes de trazer muitas possibilidades de reflexão sobre a moradia com foco no essencial. A ideia desta edição é mostrar que a vida pode ser mais simples”, declara Juliana Grillo.

A proposta de resgatar um edifício antigo e histórico não é nova para o trio que está, hoje, a frente da CASACOR Minas, criada em 1995 por João Grillo e Ernesto Lolato. “Já contabilizamos 13 edições realizadas em imóveis tombados, servindo para levantar questões sobre a importância da preservação e o resgate destes imóveis e também por gerar visibilidade e acessibilidade a esses prédios, contribuindo assim para a preservação da memória e da identidade cultural da cidade”, destaca Eduardo.

Esse compromisso dos franqueados ficou ainda mais evidente depois da notícia de que o Conjunto Moderno da Pampulha havia conquistado, em 2015, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. Na última a edição de CASACOR, a organização comemorou a conquista com atividades no Museu de Arte da Pampulha, reativando temporariamente o café e o restaurante do local, além eventos na Casa do Baile e o Iate Tênis Clube. Estas ações tornaram a edição 2016 emblemática. Neste ano, a ordem é manter o mesmo grande estilo de CASACOR Minas.

Casa Cor Minas Gerais 2017

  • 12 de agosto a 24 de setembro de 2017

    De terça a sexta-feira das 15h às 22h

    Sábado das 13h às 22h

    Domingo e feriados das 13h às 19h

  • Conjunto Arquitetônico da Praça da Estação: Sapucaí 383
  • Contato

    (31) 3286-4587

    contato@casacorminas.com.br

Fonte da matéria: https://casacor.abril.com.br/mostras/minas-gerais/

Veja outras notícias

Ir ao topo