Arquitetura Moderna Brasileira Sua Obra

DICAS

Confira as dicas dos profissionais
para cada etapa de sua obra.

Imprimir

Arquitetura Moderna Brasileira

Arquitetura Moderna Brasileira transformou a cara do país, saiba como:

 

A Arquitetura Moderna Brasileira teve seu topo entre 1930 e 1950, adquirindo mudanças colossais no estado de espírito e de se fazer projetos arquitetônicos.

Este movimento começou enquanto o Brasil experimentou grandes mudanças artísticas, lançadas pouco antes, em meio a Semana de Arte Moderna de 1922 - feito de obras e recomendações polêmicas, na busca pelo seu próprio caráter e o desejo pela liberdade.

Estruturas neoclássicas, basílicas neogóticas e muita força da arquitetura colonial. Nada contra a salvaguardar épocas históricas, mas vem um tempo em que devemos mudar, desenvolver e avançar, não é assim? Sendo assim, nada como os progressos da arquitetura moderna para transformar a cara do país.

 

Arquitetura moderna brasileira: outro método de mostrar o Brasil

 

A arquitetura moderna surge dos colossais avanços especializados e a utilização de materiais arrojados que começaram no século XIX. Por causa da Revolução Industrial, por exemplo, o aço e o concreto começaram a ser utilizados como parte de rotas absolutamente inventivas pelos arquitetos pioneiros do que viria a ser o modernismo na arquitetura.

O movimento moderno do planeta foi conduzido por arquitetos como Candid Loyd Right, Mies van der Rohe, Oscar Niemeyer e Le Corbusier.

O último mencionado, um dos principais pioneiros do movimento, caracterizou cinco aspectos da arquitetura moderna que considerou essencial:

Pilotis

arquitetura moderna brasileira: Le Corbusier pilotis

arquitetura moderna brasileira: Le Corbusier pilotis

 

Terraço Jardim

arquitetura moderna brasileira: Le Corbusier terraço jardim

arquitetura moderna brasileira: Le Corbusier terraço jardim

 

Janela em fita

arquitetura moderna brasileira: Bauhaus janela em fita

arquitetura moderna brasileira: Bauhaus janela em fita

 

A arquitetura moderna brasileira foi impulsionada por esses casos e padrões, mas acabou notoriamente conhecido em todo o mundo por ajustar e mudar ideias para a nossa realidade social, e não simplesmente duplicá-las.

Seu objetivo era demonstrar a personalidade social da nação também nos projetos arquitetônicos. Neste cenário transformador, o arquiteto Lúcio Costa, por exemplo, recomendou que a arquitetura fosse fundada em contemplações acadêmicas e políticas da época, como por exemplo, o desenvolvimento, avanço e a proeminência no horizonte internacional que o país buscava.

 

Arquitetos modernos brasileiros

 

É intrigante notar que o perfil do arquiteto brasileiro da arquitetura moderna era muito funcional e objetivo. Assim, eles trabalharam firmemente juntos, semelhante ao exemplo de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer e, além disso, de Burle Marx, cujos trabalhos paisagísticos foram coordenados em várias obras de arquitetura moderna brasileira, desenvolvidos por diferentes arquitetos.

 

Lúcio Costa

 

O antigo Ministério da Educação - Edifício Gustavo Capanema - é visto como uma das imagens da arquitetura moderna brasileira. O edifício foi projetado por Lúcio Costa com a colaboração de Le Corbusier, além de outros nomes incríveis contribuírem, como Oscar Niemeyer, Afonso Reidy, Carlos Leão, Ernani Vasconcellos, Burle Marx, Jorge Machado Moreira e Portinari.

Situado no Rio de Janeiro, o projeto foi trabalhado em 1936 e demonstra alguns focos e propostas de Le Corbusier, como por exemplo, a porosidade das pessoas a pé no térreo, utilizando a ideia de Pilotis e a vedação do edifício com cortinas de vidro verticais e horizontais, com o objetivo de diminuir a ocorrência imediata da luz do dia.

arquitetura moderna brasileira: edifício Gustavo Capanema

arquitetura moderna brasileira: edifício Gustavo Capanema

 

Lúcio Costa, com extraordinário esforço conjunto de Niemeyer, é adicionalmente responsável pelo design de Brasília de 1957, transformando a capital do país em um marco genuíno que simboliza a arquitetura moderna brasileira.

Lúcio Costa foi sem dúvida um dos maiores encorajadores da arquitetura moderna no Brasil e, além disso, foi encarregado de trazer Le Corbusier ao país.

 

Oscar Niemeyer

 

Niemeyer ganhou destaque por ir além da utilidade em suas obras, criando estruturas que são imagens da arquitetura moderna no Brasil.

O Palácio da Alvorada, O Palácio do Planalto, o Congresso Nacional, a Catedral de Brasília, os prédios dos Ministérios e as estruturas privadas e empresariais da nova capital foram planejados por Niemeyer em alguns meses.

arquitetura moderna brasileira: Oscar Niemeyer palácio da alvorada

arquitetura moderna brasileira: Oscar Niemeyer palácio da alvorada

 

arquitetura moderna brasileira: Oscar Niemeyer congresso nacional

arquitetura moderna brasileira: Oscar Niemeyer congresso nacional

 

arquitetura moderna brasileira: Oscar Niemeyer catedral de Brasília

arquitetura moderna brasileira: Oscar Niemeyer catedral de Brasília

 

Para ele, a forma tinha significado indispensável no resultado arquitetônico, como podemos ver nesta citação de sua origem:

“De um traço nasce a arquitetura. E quando ele é bonito e cria surpresa, ela pode atingir, sendo bem conduzida, o nível superior de uma obra de arte”

 

Lina Bo Bardi


Entre as características da arquitetura moderna no Brasil, Lina Bo Bardi merece uma seção separada, por causa de seu impacto cultural, além de arquitetônico.

Esta arquiteta italiana naturalizada brasileira era conhecida fundamentalmente pelo projeto e construção do MASP – Museu de Arte de São Paulo. O "Vão do Masp", a principal região externa de convívio do centro histórico, foi planejado pela arquiteta que apoiou sua existência com essa expressão:

“O Belvedere do Trianon [vão livre] será uma praça sem jardim, para o encontro do povo, exposições ao ar-livre e concertos, nada mais”

arquitetura moderna brasileira: Lina Bo Bardi Masp

arquitetura moderna brasileira: Lina Bo Bardi Masp

 

Um de seus projetos, a Casa de Vidro, construída em 1951, é visto como uma imagem da arquitetura moderna brasileira e é o trabalho que mais revela o estilo da arquiteta. Ela e seu esposo, Pietro Maria Bardi, moraram nela por cerca de 40 anos.

A casa é feita de acesso às plantas que invadem e formam uma cena extraordinária que faz parte da obra, protegendo os moradores sem isolá-los dos arredores de um enorme bosque, precisamente compostos por Lina.

arquitetura moderna brasileira: Lina Bo Bardi casa de vidro

arquitetura moderna brasileira: Lina Bo Bardi casa de vidro

 

Os atributos inovadores desta arquiteta, foram igualmente levados a viveiros e mobiliários, constituindo a composição de uma obra vasta, que incorpora ainda o SESC Pompeia, considerado o 6º melhor edifício em concreto no planeta.

arquitetura moderna brasileira: Lina Bo Bardi sesc pompeia

arquitetura moderna brasileira: Lina Bo Bardi sesc pompeia

 

A arquitetura moderna no Brasil é vista como um exemplo, e ultrapassa o que foi feito em Brasília, tendo se transformado em um padrão impressionante no método de construir no Brasil, afetando os projetos de diferentes arquitetos de todo o mundo, até o tempo presente.